16 de jun de 2011

Sindicato dos Vigilantes de Uberaba e Região é fundado e filia-se à CTB


O Sindicato dos Vigilantes de Uberaba e Vale do Rio Grande, no Triângulo Mineiro, é a mais nova entidade de representação de trabalhadores no estado. Fundado em assembleia, no dia 11/06, o Sindicato já nasce filiado à CTB. Todas as Centrais foram convidadas por meio de edital público.


A base era vinculada ao Sindicato dos Vigilantes do Estado de Minas Gerais. Segundo o presidente, Romualdo Alves, o desmembramento foi consentido. Ele acredita que “Uberaba tem lideranças e potencial para conduzir um sindicato próprio. Lá tem trabalhadores preparados para representar a categoria na região”. A expectativa é de que, com o processo amigável, a concessão da carta sindical à nova entidade aconteça mais rapidamente.



Também no dia 11/06, foram eleitos 22 diretores para o período 2011-2015. Ricardo Teixeira é o presidente. Havia 10 anos, ele atuava como diretor da subsede do sindicato estadual. Teixeira acredita que a desvinculação justifica-se pela extensão territorial de Minas Gerais. “Estamos muito longe de Belo Horizonte, e nossa região cresceu muito. Havia um anseio antigo dos trabalhadores por um sindicato local”, alega.


“Estamos honrados com a decisão dos trabalhadores e agradecemos a confiança depositada na CTB” declara Marcos Gennari, diretor da CTB Minas. Ele informa que está mantido o compromisso de promover a formação continuada dos diretores eleitos e da categoria. O primeiro curso com esse objetivo está marcado para o dia 25/06. “Temos toda a expectativa de que esse será mais um Sindicato combativo e propositivo, que vai contribuir para a organização da classe trabalhadora”, completa Gennari.


O diretor da CTB Minas ainda agradece à cordialidade e respeito demonstrado por José Boaventura Santos, presidente da Confederação Nacional dos Vigilantes. A entidade não é da base da CTB, mas referendou a decisão da categoria em asembleia. O Sindicato dos Vigilantes de Uberaba e Vale do Rio Grande também nasce filiado à Federação e Confederação Nacional dos Vigilantes. Estima-se que a entidade represente de 2.00 a 2.500 trabalhadores.



Redação: Verônica Pimenta – Jornalista CTB Minas

Foto: Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais



Um comentário:

  1. oi meu nome e carlos henrique ferreira fiz meu curso em 2010 mas não consegui arrumar enprego na area de vigilancia atualmente trabalho de porteiro de um edificio pela enpresa angra. me prometero arrumar de vigilante mas ja fas um ano e nada. como faço para me sindicalisar no sindicato,res meu Email.carloshferreira 2011@hotimail.com

    ResponderExcluir