5 de jul de 2012

Fetaemg abre a 7ª Agriminas com homenagens a agricultores familiares; feira vai até o próximo dia 8


A Federação dos Trabalhadores na Agricultura em Minas Gerais (Fetaemg) abriu oficialmente na manhã desta quinta-feira (5), a 7ª edição da Feira de Agricultura Familiar de Minas Gerais (AgriMinas), na Serraria Souza Pinto, na região central de Belo Horizonte. O evento vai até o próximo domingo (8).
A solenidade de abertura contou com a presença do presidente da entidade, Vilson Luiz da Silva; e dos dirigentes da CTB Minas Gilson Reis, presidente licenciado, e Gelson Alves, secretário de Comunicação.
Na abertura do evento, foram homenageados seis empreendimentos de diferentes segmentos produtivos da agricultura familiar. “Nosso objetivo é valorizar os empreendimentos que participam da feira desde a primeira edição, em 2006, contribuindo de forma significativa para promover e fortalecer a agricultura familiar no Estado”, explicou o presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva.
Um dos homenageados foi o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Divinópolis responsável, em todas as edições, pelos momentos de maior degustação na feira. O Sindicato prepara na hora para os visitantes biscoitos fritos, mingau de milho verde, sucos de polpas de frutas diversas, milho cozido e pamonha.
Para esta edição, o Sindicato traz um quitute genuinamente mineiro, o legítimo pão de queijo, que também será preparado na hora. “Participar da AgriMinas é importante para que as pessoas conheçam um pouco mais dos produtos da agricultura familiar e também para vendermos nossos produtos”, disse o presidente da entidade, José Antônio Ribeiro.
Outro homenageado foi o agricultor Washington Passos Rezende, do município de Silvianópolis, no Sul de Minas, que vem fazendo sucesso no exterior com a venda do café que produz, certificado com o selo fair trade, de comércio justo.
Oportunidade
Rezende é um exemplo de que a agricultura familiar tem dado respostas às demandas da sociedade pela produção sustentável. Há seis anos, ele exporta para Alemanha, Bélgica, Estados Unidos e Japão.  Para o agricultor, a AgriMinas é uma grande oportunidade de apresentar seu produto para o mercado nacional pois – atualmente ele exporta quase toda a sua produção, de cerca de 60 a 70 sacas/ano.
João José de Melo, outro homenageado, produz queijo, seguindo uma tradição de família, que vem passando de pai para filho. Agricultor da Serra do Salitre, região de clima mais frio, ele diz que o microclima imprime ao produto uma baixa acidez, aliada à suavidade e maciez no paladar.
“O mais importante de participar da AgriMinas é que a feira nos projeta para o mercado nacional, com a divulgação do nosso produto, o que nos possibilita novas vendas após o evento, contou. Desta vez, ele traz cerca de 250 quilos de queijo para vender na feira. Também foram homenageados o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campestre, a Cachaça Sapezinha e o Assentamento Campina Verde.
Além dos negócios, durante a AgriMinas também são realizados eventos técnicos, na qual os expositores têm a oportunidade de esclarecer suas dúvidas sobre variados temas; shows e atrações culturais.
Os ingressos para a 7ª AgriMinas podem ser adquiridos nas bilheterias da Serraria Souza Pinto a R$ 5,00. Mais informações: (31) 3073-0000. Confira a programação:
Programação
Dia 5/7 - quinta-feira
10h às 12h: Solenidade de abertura da 7ª AgriMinas (para convidados).
15h: Abertura ao público.
19h30: Show com Romano e Rosseri.
22h: Encerramento.
Dia 6/7 - sexta-feira
14h: Abertura ao público.
19h30: Show com Rei Gaspar e Majestade.
22h: Encerramento.
Dia 7/7 - sábado
11h: Abertura ao público.
19h30: Show com Edmar e Samuel.
22h: Encerramento.
Dia 8/7 - domingo
8h: Abertura ao público.
20h: Encerramento da feira.

Foto: César Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário