18 de nov de 2013

Para lutar contra os juros altos, centrais ocuparão Brasília no dia 26

“Menos juros, mais desenvolvimento”. Com essas palavras de ordem, a CTB e as demais centrais sindicais tomarão as ruas de Brasília no próximo dia 26 de novembro. Na pauta, a luta contra os juros altos e a política macroeconômica do governo federal. A expectativa das centrais sindicais é reunir ao menos dez mil pessoas na capital federal.
A data escolhida coincide com a última reunião realizada neste ano pelo Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central. Nas últimas cinco reuniões, o BC aumentou de forma consecutiva a taxa Selic, hoje em 9,5% ao ano. Analistas do mercado financeiro apostam em um novo aumento nas reuniões de 26 e 27 de novembro.
“Durante o ato, cobraremos a mudança da política macroeconômica praticada pelo governo federal. Temos que lutar pelo fim do superávit primário, pela redução dos juros, pelo controle do câmbio e do fluxo de capitais, bem como a taxação das remessas de lucros e dividendos”, defende o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo.
“A vida é uma prova de que a unidade na ação potencializa a força das centrais e do movimento sindical brasileiro. A agenda da classe trabalhadora por um novo projeto nacional de desenvolvimento com valorização do trabalho é a nossa bússola. Vamos à luta!”, complementa.
Fim de ano de lutas
A CTB enviará milhares de militantes, de todo o Brasil, para participar do ato em Brasília, que se soma à mobilização realizada no dia 12 de novembro em todo o país, quando as centrais sindicais foram às ruas lutar pelo fim do fator previdenciário.
“A resposta do movimento sindical é a mobilização e deve ser demonstrada nas ruas como ocorreu no dia 12. A política econômica é uma pedra no caminho das demandas do nosso povo. Vamos continuar pressionando por mudanças”, afirma Araújo.

Fonte: Portal CTB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário