1 de ago de 2014

Em frente à Fiemg, CTB-Minas faz ato em defesa dos povos


A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em Minas Gerais (CTB-Minas), em conjunto com a Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (FIT Metal) e sindicatos filiados, fizeram ato em defesa dos povos em frente à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). O protesto ocorreu na tarde desta quinta-feira (31) durante a entrega da pauta de reivindicações dos metalúrgicos mineiros. 



A entrega da pauta marca o início oficial da Campanha Salarial Unificada da categoria. Com data-base em 1º de outubro, os metalúrgicos reivindicam reajuste salarial de 11%, índice que inclui a recomposição com as perdas da inflação e também aumento real; abono único e especial de R$ 2.529,91; piso salarial de ingresso de R$ 1.949,48; garantia de emprego, a partir do dia 1º de outubro e até 90 dias após o fechamento do acordo; e abono de férias de um salário nominal do trabalhador na respectiva fábrica.

A categoria também reivindica gratuidade do transporte aos empregados; tíquete-refeição/alimentação no valor de R$ 499,50; e reembolso dos valores pagos pela creche, independentemente do número de funcionárias por fábrica e com limite para criança com até 6 anos de idade.

Vale ressaltar que este ano apenas serão negociadas as cláusulas econômicas, já que o acordo coletivo do ano passado, do qual constam as cláusulas sociais, tem validade por dois anos.

O presidente do Sindicato, João Alves de Almeida, aposta na força de mobilização dos trabalhadores e na unidade de todos os sindicatos e federações de metalúrgicos que integram a Campanha Salarial Unificada para que a categoria alcance êxito em suas reivindicações.

“Teremos uma negociação complexa este ano. Por isso, desde já, nossa orientação é para que os metalúrgicos impulsionem a mobilização dentro das fábricas e participem das manifestações convocadas pelo Sindicato. Assim, combinando estes dois fatores, temos certeza de que faremos uma Campanha Salarial vitoriosa”, acredita.

Na Campanha Salarial Unificada deste ano, os cerca de 250 mil metalúrgicos de todo o estado estarão representados nas negociações com a Fiemg pela Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (FIT Metal), ligada à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) - à qual o Sindicato é filiado, Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT) e Femetal Minas, ligada à Força Sindical.




Com informações do Departamento de Imprensa - Sindbet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário