3 de ago de 2015

Metalúrgicos iniciam campanha salarial com manifestação na Fiemg



A campanha salarial unificada dos metalúrgicos mineiros teve início com um ato em frente a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e a entrega da pauta de reivindicações da categoria. Com o tema “nenhum direito a menos e mais avanços sociais”, a campanha deste ano repete a unidade das centrais sindicais e federações. A manifestação foi acompanhada pela CTB-MG, CUT-MG e Força Sindical e as respectivas federações, FITMETAL, FEM e FEMETAL. Representando cerca de 250mil trabalhadores no Estado, a rodada de negociações que começou com a entrega da pauta de reivindicações que tem data-base em 1o de outubro.   

Entre as reivindicações propostas, os metalúrgicos querem reposição salarial e aumento real dos salários, avanços nas clausulas socais, na pauta de saúde do trabalhador e valorização do salário de ingresso. A entrega da pauta ocorreu no dia 30 de julho, quinta-feira.


O presidente da CTB-MG, Marcelino Rocha, participou do ato público de abertura da campanha de reivindicações e chamou atenção para o momento que vive o país. Para ele, retomar o crescimento passa pela valorização da força de trabalho. Marcelino também criticou a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de aumentar a taxa de juros. “Essa nova decisão nada ajuda no desenvolvimento, não só na questão da manutenção do emprego, mas também em relação a renda do trabalhador. Nestes dois casos, a elevação da taxa de juros só prejudica” apontou.      













Nenhum comentário:

Postar um comentário