24 de fev de 2016

Greve Geral dos Servidores Municipais de Governador Valadares





Os servidores decretam greve geral na assembléia do Sindicato dos Servidores Municipais de Governador Valadares (SINSEM-GV), a greve começa dia 29 de fevereiro (segunda-feira), a partir das 8 horas da manhã.

A greve foi deflagrada pelo fato do não atendimento da prefeitura municipal de Governador Valadares às reivindicações do SINSEM-GV e dos servidores em relação ao reajuste salarial, segundo o departamento intersindical de estatística e estudos socioeconômicos (DIEESE) as perdas da categoria gira em torno de 15%. A prefeitura não cumpriu a Lei municipal 170/14 que garante os reajustes no mês de outubro de 2015 e janeiro de 2016, a data base dos servidores municipais é em janeiro.

A greve é um direito de todo trabalhador segundo a constituição federal. A decisão de greve vai alem do reajuste salarial e sim contra todo o desrespeito aos servidores municipais, o não cumprimento da Lei de plano de cargos e salários, pelo pagamento dos recursos previdenciários e do plano de saúde que a prefeitura desconta do servidor e não repasse, concursos públicos, pelo sucateamento e prestações lamentáveis de serviço através do SUS (Sistema Único de saúde), contra o assédio moral e principalmente pelas péssimas condições de trabalho em todos os setores que os servidores são sujeitados a exercer.

A comissão setorial de greve esta iniciando as reuniões para organizar e traçar todos os movimentos da greve. Essa comissão é formada por servidores municipais de diversas secretarias e setores do município. O Sindicato convoca todos os servidores para a assembléia de mobilização dia 26, sexta feira às 18 horas.

SINSEM-GV pede a compreensão e apoio dos Valadarenses, pois já faz tempo que os servidores vivem em total desrespeito diante o governo municipal, e ainda destaca o papel fundamental que a renumeração do servidor tem no desenvolvimento local, na media que ela melhora são mais recursos na economia e alimenta a cadeia econômica de vários segmentos, gerando emprego e renda.

Fonte: SINSEM-GV

Nenhum comentário:

Postar um comentário