11 de mar de 2016

As mineiras tomam as ruas de Belo Horizonte por emancipação e democracia


Nesta terça-feira (8) o movimento feminista tomou as ruas de Belo Horizonte para defender a igualdade de direitos entre mulheres e homens. Participaram entidades sindicais, juntamente com o conjunto das forças democráticas da capital mineira.
As mulheres marcharam pelas ruas do centro da cidade para denunciar a violência cometida diariamente contra as mulheres e mostrar disposição de resistência à tentativa de golpear a jovem democracia brasileira.
A concentração teve início na Praça da Liberdade. Muitos cartazes faziam a defesa da democracia e convocavam as mulheres para lutar contra o fascismo crescente no Brasil, que coloca em risco também as conquistas das mulheres. A manifestação seguiu em passeata pela capital mineira até a Praça da Estação, onde ocorreu uma apresentação cultural.
O dia contou com uma agenda cheia para marcar as bandeiras feministas por igualdade de gênero, paridade salarial, legalização do aborto, o direito a uma vida sem medo, divisão das arefas domésitcas, entre muitas outras.
Pela manhã, ocorreram atividades na Assembleia Legislativa com a participação de diversas entidades do movimento sindical e dos movimentos sociais. A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil de Minas Gerais marcou presença em toda a jornada.
Já no domingo (6), a União Brasileira das Mulheres organizou um "esquenta" com o bloco "Não me venha com bobeira, meu porrete é de capim cidreira" que levou samba e luta mais uma vez para a Praça da Liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário