13 de jun de 2016

Ruas de BH são tomadas com coro de “Fora Temer”



O Ato unificado “Fora Temer! Nenhum Direito a Menos”, organizado pela Frente Brasil Popular e Frente Brasil Sem Medo, levou mais de 40 mil pessoas às ruas da capital mineira na sexta-feira (10/06). Completando um mês de governo ilegítimo, Michel Temer acumula proposta que pretendem retirar direitos sociais além de denúncias de corrupção que atingem em cheio o primeiro escalão do seu minguado ministério. A manifestação em Belo Horizonte começou com a tradicional concentração na Praça Afonso Arinos.


Centenas de balões vermelhos davam tom à diversidade social que era vista nas ruas. Mulheres, homens, negros, brancos, índios, jovens e velhos ecoavam pelo centro da capital o grito que poderia ser escutado em vários quarteirões de distância: “Fora Temer!” e “Volta querida”. A manifestação desta vez seguiu caminho diferente e desceu pela Avenida Bias Fortes, passou pelo Mercado Central, até chegar na Praça Sete e terminar o ato na Praça da Estação.

Durante o trajeto era comum ver populares se somando as fileiras do protesto ao saírem do trabalho.  Representantes das ocupações Mata Machado, na Faculdade de Direito, Funarte, Ministério da Saúde e Centro de Referencia da Juventude estiveram no ato unificado.  Também estiveram presentes vários parlamentares mineiros como a deputada federal Jô Moraes (PcdoB), Wadson Ribeiro (PCdoB), Padre João (PT), o deputado estadual Rogério Correia (PT), e o vereador de Belo Horizonte, Gilson Reis (PCdoB).      

O presidente da CTB-Minas, Marcelino Rocha, informou que as mobilizações contra o golpe aconteciam simultaneamente em, ao menos, 19 estados brasileiros e refletem a revolta popular com o golpe encabeçado por Michel Temer e Eduardo Cunha.

Além de Belo Horizonte, houve manifestações contra o golpe em várias cidades  mineiras. A CTB-Minas esteve presente nos atos de Uberaba, Uberlândia, Pouso Alegre, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Campo Grande, Ouro Preto e Varginha.










Nenhum comentário:

Postar um comentário