29 de nov de 2016

CTB: Os povos de todo o mundo estão de luto



O mundo amanheceu de luto neste sábado, 26, com a notícia da morte do líder revolucionário e ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, aos 90 anos, na noite de sexta-feira em Havana. A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) manifesta seu profundo pesar diante deste acontecimento, ao mesmo tempo em que reitera seu apoio e irrestrita solidariedade ao governo, à revolução cubana e aos trabalhadores e trabalhadoras da Ilha socialista, representados pela Central dos Trabalhadores Cubanos (CTC).
Fidel Castro viverá para sempre na memória dos povos da América Latina, da África e de todo o mundo, como um herói da humanidade na luta contra a opressão imperialista e pelos elevados ideais de soberania nacional, justiça social e socialismo. Ao lado de Che Guevara, Raul Castro e outros líderes do Partido Comunista de Cuba, Fidel comandou a revolução que, em 1959, resgatou Cuba do jugo dos EUA e de seu testa de ferro no país, o ditador Fulgêncio Batista, e proclamou o objetivo de construir o socialismo naquela pequena ilha caribenha.
Há décadas a revolução resiste às pressões do mais poderoso e sanguinário império da história humana, construído pelos EUA, o que inclui a fracassada invasão da baía dos porcos em abril de 1961, um criminoso bloqueio econômico, a prisão em Guantánamo. Enfrenta e enfrentou inúmeras dificuldades, inclusive um período especial de dificuldades após a queda da União Soviética, sem abrir mão de suas conquistas, bem como de seu propósito e caráter socialista. Apesar de relativamente pobre, Cuba garante alimentação, saúde e educação para todo o povo e não há notícias de crianças dormindo nas ruas de Havana ou qualquer outra cidade do país.
Homens e mulheres, por mais importante que sejam, passam pela história e são levados inapelavelmente pela morte. Mas as ideias revolucionárias não morrem tão cedo. Elas ficam, como sabia e dizia o comandante Fidel Castro. O exemplo e o pensamento do grande líder cubano estão vivos e têm a vocação de iluminar ainda por muitos e muitos anos os caminhos da revolução, da liberdade, do socialismo.
Salve Fidel!
Viva Cuba, viva a revolução, viva o socialismo!

Adilson Araújo
Presidente Nacional da CTB

Divanilton Pereira
Secretário de Relações Internacionais da CTB

Nenhum comentário:

Postar um comentário