27 de jun de 2017

Reunião das centrais na sede da CTB

Redobrar as ações e intensificar a mobilização para conscientizar e convocar trabalhadores e sociedade para a greve geral do dia 30/06



Essa foi uma das deliberações tomadas na tarde dessa segunda feira, 26/06, durante reunião das centrais sindicais de Minas para dar sequência à organização da greve geral convocada em nível nacional para a próxima sexta-feira, 30 de junho.

Realizada na sede da CTB, a reunião contou também com a presença da UGT-MG, CUT, Nova Central, Força Sindical, Intersindical, CSP Conlutas e de representantes de movimentos populares, sociais e estudantis.

No dia 30/06, trabalhadores e trabalhadoras realizam a segunda greve geral deste ano em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista, em curso no Congresso Nacional, e pela revogação da Lei das Terceirizações. A primeira paralisação aconteceu no dia 28 de abril e foi considerada vitoriosa pelas centrais sindicais.


Nesta reta final, a orientação é sejam realizados atos e panfletagens nos terminais de ônibus, nas estações de trens e metrôs, fábricas, locais de trabalho, escolas e principais pontos de aglomeração dos municípios, explicando os motivos da greve geral aos trabalhadores e restante da população e os chamando para cruzar os braços no dia 30 de junho. Em Belo Horizonte, por exemplo, haverá panfletagem unificada no centro da cidade.

Ato público unificado no dia 30/06
No dia 30 de junho, além de parar o país, os trabalhadores participarão de manifestações e atos públicos. Na capital mineira haverá ato público na Praça Sete, às 11 horas. A concentração começa mais cedo, às 9 horas.

Recomenda-se, excetuando casos de urgência, não ir a nenhum supermercado, farmácia, padaria, açougue, restaurante, shopping, lojas, bancos, lotéricas, academias, escolas, universidades, ou cursos de qualquer espécie. Também não marcar consultas para essa data, não abastecer seu veículo, não comprar nenhum móvel, eletrodoméstico, eletrônicos.

Panfleto

As centrais sindicais produziram, em nível nacional, um panfleto unificado sobre a greve geral e a necessidade de unidade e mobilização da classe trabalhadora para evitar a perda de direitos e o retrocesso nas relações trabalhistas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário