12 de jan de 2010

Em curta paralisação, vigilantes do metrô de Belo Horizonte dão passos estratégicos

Por: Verônica Pimenta
Jornalista/CTB Minas

Os vigilantes do metrô de Belo Horizonte decidiram voltar ao trabalho na tarde desta terça-feira (12/01). Eles  são terceirizados pela empresa Embraforte, e atuam nas 19 estações da cidade.

A paralisação havia começado na manhã de segunda-feira (11/01), devido ao atraso no pagamento de  salário de 180 trabalhadores.  A Embraforte também descumpriu outras obrigações  previstas em Convenção Coletiva de Trabalho, como garantia de cesta  básica, ticket-alimentação e uniforme reserva.

A decisão de acabar com a paralisação veio  após negociação na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) em Belo Horizonte, envolvendo o Sindicato dos Vigilantes, CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) e Embraforte.

Os salários haviam sido depositados na noite de segunda-feira, mas mesmo assim a paralisação foi estendida. Isso porque os trabalhadores queriam o direito de escolher um plano de saúde, conforme determina a Convenção Coletiva.

O presidente do Sindicato dos Vigilantes, Romualdo Ribeiro, considerou a mobilização vitoriosa. "Além da estabilidade, os trabalhadores conseguiram a garantia de que não serão punidos", explicou.

A negociação na SRTE foi, na realidade, uma inteligente estratégia do Sindicato dos Vigilantes. Problemas levantados neste episódio são recorrentes nos contratos de terceirização. A intermediação do Ministério do Trabalho, portanto, formalizou a CBTU como co-responsável pelo desrespeito às conquistas dos trabalhadores e trabalhadoras. 

 Por meio de nota, a CBTU disse que enviou uma carta de advertência à Embraforte, por não cumprimento das obrigações trabalhistas. A reincidência pode levar a empresa a cobrar multa e, "em última instância, a cancelar o contrato".

Pelo acordo assinado na SRTE, a CBTU comprometeu-se ainda a fazer o pagamento dos salários e de outros benefícios diretamente aos trabalhadores, em caso de nova inadimplência pela Embraforte.

A empresa de segurança, claro, minimizou sua responsabilidade. O departamento de Recursos Humanos afirmou que a paralisação somente foi estendida por "pequenas divergências" quanto ao plano de saúde.


Um comentário:

  1. FAÇA TUDO COM BOA VONTADE E PRAZER,A PROBALIDADE DE DAR CERTO AUMENTA QUANDO FAZEMOS COM AMOR E CONFIANÇA.POIS O IMPOSSÍVEL SE TORNA POSSÍVEL QUANDO NOS ENVOLVEMOS INTEGRALMENTE.ACREDITE

    ResponderExcluir