6 de jun de 2011

Trabalhadores da Prodabel realizam assembleia

Os trabalhadores da Empresa de Processamento de Dados de Belo Horizonte (Prodabel) realizam assembleia amanhã (07/06), no prédio da Avenida Carlos Luz, região noroeste da cidade. A reunião começa às 9h, e será realizada com indicativo de paralisação. Os servidores pedem 30% de reajuste, para compor perdas dos últimos 5 anos, além da reposição pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Os trabalhadores da Prodabem já promoveram uma paralisação de atividades por 24 horas, na última semana, em sinal de alerta. Na sexta-feira (03/06), representantes do Sindados, Sindicato dos Trabalhadores e da empresa tiveram encontro de negociação. Não houve avanço na proposta financeira, com exceção dos tíquetes-refeição, que seriam de R$ 12,50 com data retroativa ao mês de maio, passando para R$ 15 em novembro deste ano.

Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores (Sindados) Gildásio Cosenza, a proposta apresentada até este momento não prevê ganho real. O reajuste de 6,3% abarcaria apenas o INPC entre maio do ano passado e abril deste ano. Em 2010, o reajuste também já ficaria pré-definido pelo INPC. Os demais benefícios continuariam congelados. Ainda de acordo com o sindicalista, o valor do tíquete-refeição é de R$ 11 há 3 anos.

“Todos os dados indicam que BH é que a teve a maior inflação entre as capitais brasileiras. Por exemplo, a alimentação fora de casa ficou 18,5% mais cara nos últimos 12 meses. O próprio IPTU subiu 11% e a prefeitura diz que não foi aumento, apenas correção inflacionária”, explica. A data-base dos trabalhadores da Prodabel é o primeiro de maio.

A Prodabel emprega 627 funcionários nos diversos órgãos da prefeitura da capital mineira. O Sindados promete transporte para os interessados em participar da Assembleia. Mais informações pelo telefone (31) 3237-7600.

Nenhum comentário:

Postar um comentário