21 de ago de 2013

CTB Minas parabeniza os companheiros e companheiros do Sindicato dos Vigilantes do Norte de Minas pela vitória da Chapa 1

A CTB Minas parabeniza os companheiros e companheiras da Chapa 1 pela grande vitória obtida nas eleições da direção do Sindicato dos Vigilantes do Norte de Minas (Sevistv), realizadas nos últimos dias 12, 13 e 14. Encabeçada por Carlos Antunes, a nova diretoria conduzirá a entidade pelos próximos três anos.
“Com a eleição destes valorosos companheiros e companheiras, temos certeza de que o Sindicato dos Vigilantes do Norte de Minas continuará em boas mãos e ampliará ainda mais a luta em prol dos vigilantes da região. Contem com todo o apoio da CTB em mais este desafio”, disse o secretário de Interiorização da CTB Minas, Gelson Alves.
Para o diretor da CTB, a eleição de duas guardiãs na direção do Sindicato, as companheiras Leidiane Silveira e Marileide Faustino, representa um grande avanço para a categoria na região. “Certamente, a participação destas companheiras na diretoria da entidade contribuirá para a redução do preconceito às guardiãs nos locais de trabalho”.
De acordo com o presidente eleito da entidade, a nova diretoria do Sindicato terá pela frente a tarefa de defender a manutenção da Convenção Coletiva de Trabalho e de lutar por novas conquistas trabalhistas.
“Sei do compromisso que esta nova diretoria assumirá com a categoria a partir de 15 de setembro. Desde a sua fundação até hoje, o Sindicato vem desenvolvendo um trabalho sempre voltado para os interesses trabalhistas dos vigilantes. Mas, ainda temos muito a conquistar. Com a união e apoio dos trabalhadores ao Sindicato, certamente isso se tornará possível”, disse Carlos Antunes.
Referência
Fundado em 1988, o Sindicato dos Vigilantes do Norte de Minas completou 25 anos de história. Ao longo de sua existência, se tornou uma referência para a categoria dos profissionais de vigilância na busca de melhores condições de trabalho e de vida.
Neste período, os vigilantes do Norte de Minas conquistaram, por meio das lutas empreendidas pela entidade, benefícios como seguro de vida, plano de saúde, cesta básica (substituída pelo tíquete), tíquete alimentação/refeição por dia trabalhado, estabilidade pré-aposentadoria (18 meses), colete à prova de balas, hora extra (60%), adicional noturno (40%) e adicional de periculosidade de 30% sobre o salário.
“Muita gente passou por aqui e ajudou a construir a história de luta dos trabalhadores em vigilância. São pessoas que sonharam e transformaram a realidade a partir da atuação engajada no seu posto de serviço, passando informações a respeito dos direitos conquistados ou mesmo nas greves, quando necessárias”, lembrou Carlos Antunes.
Visão de futuro
Segundo ele “era mesmo preciso ter visão de futuro para acreditar que a mudança era necessária, possível e constante”. “São mais de duas décadas, uma longa estrada percorrida e novos caminhos que se apresentam a cada dia. Mas, almejamos muito mais: mais respeito e valorização da categoria, mais conquistas para os trabalhadores e muito mais vitórias que ainda estão por vir”, acrescentou.
As principais bandeiras de lutas da diretoria eleita são: reajuste real do salário; aumento do valor do tíquete alimentação; hora extra a 100%; piso salarial nacional; jornada de 6 horas sem redução de salário; plano de saúde familiar gratuito; recebimento de participação dos lucros das empresas; investimentos em formação profissional; além da ampliação do diálogo com a categoria.
Em mensagem publicada no Facebook, a assessora do Sindicato, Zilma Neves, agradeceu a todos que contribuíram e participaram na realização de mais esse momento histórico e de luta na historia do Sindicato dos Vigilantes do Norte de Minas.
“Agradeço aos companheiros de Belo Horizonte, Juiz de Fora, de Montes Claros, em especial a Edilson Silva, Josias Luciano Rosa, Gelson (CTB Minas), Bel, Raimundão (CUT), Leisa Neves, Lourival Ribeiro e tantos outros, que não mediram esforços para aqui estarem presentes (...). Enfim, agradeço a confiança em mim depositada pelos companheiros diretores do Sindicato e pela categoria dos vigilantes, que há mais de vinte anos me adotou. Muito obrigada a todos”.
Composição
A nova diretoria é composta pelos seguintes companheiros e companheiras: Carlos Antunes (presidente), José Venâncio, João Luiz, Eliel Muniz, Edmárcio Nunes, Alexandre Dias, Gilmar Cerqueira, Horácio Soares, Leidiane Silveira, Marcelino Machado, Jeferson Mendes, Marileide Faustino, Sidney Soares, Raimundo Nonato, João Mauro, Venilson Durães, Nelson Sampaio, Danilo Matias, Rafael Alves, Gilberto Soares e Pedro Donizete.

Fonte: CTB Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário