31 de jan de 2014

Vigilantes são assaltados a mão armada em Minas



A falta de segurança dos vigilantes em Minas Gerais  aumentam os casos de assaltos e violência ao trabalhador da área. Em pouco mais de um mês, três vigilantes da Prosegur foram assaltados em postos vulneráveis da empresa Vale.

A CTB-Minas repudia a ausência das empresas de segurança que não tomaram nenhuma providencia até o momento. Não é possível aceitar que trabalhadores convivam diariamente com risco à vida.

O Sindicato dos Vigilantes do Estado de Minas Gerais, filiado à CTB, questiona a falta de técnicos de segurança e a posição da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidente) em relação aos assaltos. O Sindicato tomará as providências cabíveis para que os trabalhadores sejam respeitados e tenham a segurança no local de trabalho preservada.



Nenhum comentário:

Postar um comentário