29 de set de 2014

Diretora nacional da CTB, Celina Arêas recebe homenagem do TRT/MG















A diretora nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e do Sindicato dos Professores de Minas Gerais (Sinpro Minas) Celina Alves Padilha Arêas foi condecorada com a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho Ari Rocha, na última terça-feira (23).

A cerimônia aconteceu no Centro Cultural Banco do Brasil, em Belo Horizonte. A medalha é uma iniciativa do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG) - 3ª Região e destaca as personalidades que atuam de forma brilhante no mundo do trabalho.

Celina é sindicalista desde a década de 1980 e sua história é marcada pela luta em defesa dos direitos dos professores e demais trabalhadores. A indicação da sindicalista foi feita pelo desembargador do TRT/MG Marcelo Lamego Pertence.

Para ele, Celina é um exemplo de dedicação ao mundo do trabalho e ao trabalhador. “Seriedade, competência e compromisso são as premissas dessa medalha e ela tem esse algo a mais que precisa ser ressaltado. Pessoa mais indicada não haveria para receber essa medalha”, frisou.

Nesta edição, foram agraciados magistrados, políticos, profissionais liberais, intelectuais, instituições, sindicalistas, servidores do Poder Judiciário e, ineditamente, quatro varas do trabalho que se destacaram pela celeridade e produtividade no desempenho processual.

À frente da cerimônia, a desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria, presidente do TRT-MG, destacou a importância do momento como a oportunidade de reverenciar os “cidadãos e entidades que prestam relevantes serviços ao bem comum e que contribuem ou contribuíram com ações de engrandecimento da Justiça do Trabalho e promoção das instituições livres e da democracia”.

Para a presidenta do Sinpro Minas, Valéria Morato, a homenagem representa o reconhecimento ao trabalho do Sindicato dos Professores, na pessoa de Celina.

“Ela é uma grande lutadora, foi presidente do Sinpro numa época em que as mulheres ainda encontravam muitas dificuldades para ocupar espaços de poder, e nem por isso ela deixou de lutar pela categoria e por melhores condições de vida para os trabalhadores. Por isso, é uma honra para todos nós essa homenagem do Tribunal do Trabalho”.

Após a solenidade, a diretoria do Sinpro Minas realizou um coquetel na sede do sindicato para receber a homenageada e seus familiares, amigos e companheiros de luta no sindicalismo.

De acordo com Celina, a medalha é de extrema importância para o sindicalismo mineiro e nacional, porque reconhece o trabalho coletivo que vem sendo feito.

“Essa medalha não é individual. Ela sintetiza o trabalho do sindicato dos professores, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras (CTB) e de outras entidades das quais participamos. Eu vou levar essa honraria como um prêmio à luta coletiva dos trabalhadores por uma sociedade mais justa, humana e igualitária”. 


Fonte: Sinpro Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário