25 de abr de 2016

“Mulheres Não Recatadas” protestam contra machismo da Veja


Feministas e mulheres do mundo da arte realizaram no sábado (23), em Brasília, um ato performático contra a apologia da revista Veja ao recatamento feminino. Esta semana, a revista publicou um artigo sobre a esposa do vice-presidente da República, Michel Temer, intitulado "Bela, recatada e do lar", na tentativa de descrever Marcela Temer como futura primeira-dama perfeita. O texto preconceituoso teve grande repercussão negativa. A mobilização denunciou o machismo da Veja ao defender o perfil da mulher de Temer como tipo de mulher ideal.
No ato "Mulheres Não Recatadas" as manifestantes, vestidas com trajes característicos de mulheres reservadas e do lar, percorreram a rodoviária do Plano Piloto e a Esplanada dos Ministérios, até o Congresso Nacional. No gramado em frente ao Congresso, as integrantes do movimento realizaram performances, despindo-se das vestes "compostas".
Segundo as organizadoras do protesto, Elisa Teixeira e Karoline Diniz, o ato não é contra mulheres recatadas, mas contra a ideia machista, reforçada pela Veja, de que só mulheres com essas características têm valor. Para as criadoras do evento, "cada mulher tem todo o direito de agir e se vestir como quiser, porque é livre para ser o que desejar". De acordo a organização, a mobilização foi também para reforçar a valentia das mulheres que não desistem da luta e almejam a justiça social.


De Brasília, Ruth de Souza - Portal CTB
Confira algumas fotos do ato, feitas pelo Mídia Ninja

ABELARECATADA

As "Mulheres Não Recatadas" percorrendo o interior da rodoviária do Plano Piloto, em Brasília

ABELA

ABELA2


Nenhum comentário:

Postar um comentário