7 de jun de 2016

De uma canetada só, Temer corta mais de 400 milhões da Infraestrutura, Saúde e Turismo


De uma canetada só o presidente interino, o conspirador Michel Temer, suspendeu o empenho de mais de R$ 400 milhões em ministérios como Cidades, Saúde, Turismo e Integração Nacional. Os recursos liberados pela presidenta Dilma Rousseff e seriam destinados para infraestrutura, saúde e o mercado do turismo, uma dos setores que mais cresceu nos últimos 14 anos.
Segundo mapeamentos dessas pastas, o Ministério das Cidades suspendeu repasses de quase R$ 300 milhões –metade disso já empenhada–, enquanto o Turismo cancelou a liberação de R$ 87,4 milhões. No caso da Saúde, suspendeu-se o empenho de R$ 40 milhões.
Para o presidente d CTB, Adilson Araújo, a sanha do governo golpista não tem outro objetivo senão esmagar todos os direitos. "A política de austeridade do governo ilegítimo prevê uma redução de 1,5% a 2% do PIB nos gastos e investimentos públicos e o congelamento do valor real das despesas públicas, que não podem crescer acima da inflação. Pretende-se ainda a ampliação (para 50%) da Desvinculação das Receitas da União (DRU). Ou seja, dois pilares do desenvolvimento, Saúde e Educação, estão na mira do governo golpista", alerta o dirigente.
"O objetivo do pacote de horrores é beneficiar os capitalistas rentistas e financistas – os grandes vitoriosos do momento – para que paguem menos impostos", destacou. Araújo ainda lembrou que "com o pretexto é a crise fiscal, argumento falso, o golpista Temer segue defendendo que a Constituição de 1988 não cabe no PIB e de canetada em canetada retira descaradamente direitos sociais e trabalhistas centrais para o nosso povo".
Portal CTB - Joanne Mota, com informações da Folha de SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário