17 de jan de 2017

CTB denuncia prisão do coordenador do MTST, Guilherme Boulos




O coordenador nacional do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, Guilherme Boulos, foi detido pela Polícia Militar, na manhã desta terça-feira (17), durante a reintegração de posse na Ocupação Colonial, em São Mateus, zona leste de São Paulo, que abrigava três mil pessoas, a maioria idosos e crianças. 

Boulos tentava mediar o conflito entre moradores e policiais quando foi preso. Segundo informações da Mídia Ninja, a Tropa de Choque “estava violentamente removendo as 700 famílias” e ainda denunciam que, segundo a polícia, o líder “está marcado e que tem gravações da participação dele em atos Fora Temer”. 

Para o secretário de Políticas Sociais da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Rogério Nunes, este ato de arbitrariedade contra Boulos tem como objetivo a criminalização dos movimentos sociais. 

“A CTB se solidariza e exige a imediata libertação de Guilherme Boulos”, expressou o dirigente. 



O Portal da CTB divulgou a nota do MTST sobre a prisão absurda de Boulos. Veja aqui 

Nenhum comentário:

Postar um comentário