20 de fev de 2017

Chapa da CTB, Garra Metalúrgica, vence eleições no Sindicato de Betim


A "Chapa 1 - Garra Metalúrgica", da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), venceu as eleições para renovação da diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, Igarapé e São Joaquim de Bicas com 1.478 votos, o que corresponde a 66% do total de votos válidos. Já a "Chapa 2 - Hora da Mudança", da Central Única dos Trabalhadores (CUT), obteve 588 votos, o equivalente a 26% dos votos válidos.
"Essa é uma vitória dos metalúrgicos de Betim, Igarapé e São Joaquim de Bicas, que responderam com seu voto à dedicação da diretoria do Sindicato com a categoria. Também é uma vitória dos trabalhadores de Minas e do Brasil, pela importância do nosso Sindicato nas lutas da classe trabalhadora", disse o presidente reeleito, João Alves de Almeida.
Segundo ele, a recondução da "Garra Metalúrgica" para mais um mandato (2017-2020) é a confirmação de que a verdade sempre vence a mentira. "A categoria, que conhece o trabalho desenvolvido pela diretoria ao longo dos anos, percebeu que os ataques que vínhamos sofrendo durante a campanha eram mentirosos e, através do voto, soube dar um basta nesse tipo de comportamento inadequado", acrescentou.
Tão logo foi confirmada a vitória da Chapa 1, em breve saudação à diretoria eleita e militantes presentes, ao lado do presidente da nacional da CTB, Adilson Araújo; do secretário de Previdência, Aposentados e Pensionistas da central, Pascoal Carneiro, e do presidente da Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (Fitmetal), Marcelino da Rocha, João Alves agradeceu a todos e todas pelo apoio à Chapa 1.
"Em nome da atual diretoria e dos novos membros da 'Garra Metalúrgica', agradeço aos associados e associadas pelos votos recebidos, pela confiança e por impedirem que oportunistas ocupassem o Sindicato. Também agradeço aos companheiros e companheiras da CTB, Fitmetal e de entidades classistas de todo o País que vieram a Betim trazer sua solidariedade e luta, nos ajudando imensamente a garantir essa vitória para os metalúrgicos e metalúrgicas".
Para a próxima gestão, o presidente do Sindicato disse que não faltará disposição à diretoria. "Posso dizer com tranquilidade que continuaremos com toda garra e determinação as lutas por melhores salários e condições de trabalho, na defesa dos direitos dos trabalhadores e para avançarnos cada vez mais nas conquistas. Para tanto, vamos somar a experiência dos atuais diretores com a juventude dos que acabaram de chegar", explicou.
Apuração
Participaram das eleições, realizadas nas últimas quarta e quinta-feira, 3.423 trabalhadores, que votaram em 28 urnas, entre fixas e itinerantes, que percorreram empresas da base. Do total de votantes, 127 anularam o voto e 41 votaram em branco.   
A apuração, realizada na sede do Sindicato, no centro de Betim, teve início por volta das 21h30 desta quinta-feira (16) e foi concluída às 3h30. Durante todo o tempo, cerca de 150 pessoas, entre candidatos das duas chapas concorrentes e apoiadores, acompanharam o desfecho da votação em frente à entidade.
Fonte: Sindimetal Betim

Nenhum comentário:

Postar um comentário