15 de fev de 2017

Manifestação em BH denuncia demolição da previdência social no país



Cerca de mil pessoas saíram as ruas na manhã desta quarta-feira (15) em Belo Horizonte para rechaçar a proposta do governo ilegítimo de Temer de acabar com a previdência social, refletida na reforma da previdência. O ato foi convocado pela Federação dos Trabalhadores em Agricultura de Minas Gerais (Fetaemg) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-MG). O protesto reuniu trabalhadores rurais e urbanos que marcharam pelo centro da capital até a sede do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). A mobilização aconteceu em todas as gerências regionais do INSS em Minas Gerais. Os protestos irão se acirrar no próximo período que acompanha a tramitação da PEC 287, que trata da destruição da previdência, no Congresso. 



Com objetivo de privatizar a aposentadoria e acabar com direitos da previdência social, a reforma pretendida por Temer praticamente inviabiliza o acesso à aposentadoria para milhares de brasileiros. Para os trabalhadores rurais a realidade é ainda mais dramática, já que o (des)governo ignora as variações sazonais da agricultura e impõe a contribuição individual. Hoje essa contribuição é feita na comercialização dos produtos com pagamento de alíquotas. Além disso, as diferenças atribuídas às condições de trabalho no campo são descartadas pelo governo golpista. Se a regra não for alterada no Congresso, homens e mulheres indistintamente de qualquer categoria  só poderão se aposentar com idade mínima de 65 anos. 

O pacote de maldades é contra toda a classe trabalhadora. Especialistas da área da previdência e sindicalistas alertam que a verdadeira intenção de Temer é impedir a aposentadoria como um direito social e transferir para o capital privado os recursos da previdência.

É na ruas que a pressão contra a reforma acontece! 

Giro pelos atos em Minas Gerais: 

Juiz de Fora: 






Barbacena:




Valadares:




Poços de Caldas: 






Belo Horizonte: 









Nenhum comentário:

Postar um comentário