5 de fev de 2010

Rodoviários não descartam paralisação para próxima semana


Os trabalhadores do transporte rodoviário de Belo Horizonte e Região Metropolitana estão em estado de greve, aprovado em duas assembléias, realizadas na quinta-feira, 4 de fevereiro. O estado de greve pode incluir estratégias como Operações "Tartaruga" e "Linguição", paralisação de linhas estratégicas e mobilização nas portas das garagens. Segundo Carlos Henrique Marques, diretor de Comunicação do Sindicato, uma agenda já é organizada para a próxima semana. Ele conversou com a jornalista da CTB Minas, Verônica Pimenta, sobre a mobilização:

CTB: Vocês estão com uma campanha mais agressiva neste ano, ou é impressão minha?

CHM: Na verdade, a situação em que estamos hoje, fez com que a gente realizasse uma campanha mais ousada.

CTB: Mais ousada em que sentido?

CHM: Estamos mais organizados, divulgamos bem a nossa campanha, para podermos e reivindicar o que é nosso por direito.

CTB: O que vocês reivindicam?
CHM: A reposição das perdas salariais de 37%, pagamento do feriado dos últimos cinco anos em dobro, jornada de seis horas, manutenção dos empregos de cobradores e despachantes e manutenção, o fim da “maldita” compensação de horas, o piso para o pessoal de manutenção e administração, e acertadores permanentes em garagens 24 horas por dia.

CTB: Qual o piso salarial que vocês querem?

CHM: Estamos pedindo 37%, dá R$ 1.600 para o motorista, e R$ 800 para o cobrador. Hoje o motorista recebe R$ 1.181, e o cobrador ganha o salário mínimo.

CTB: O pedido para jornada de 6 horas está relacionado com a luta das centrais sindicais pela redução da jornada de trabalho sem alteração de salários?

CHM: A gente apóia as centrais, mas o nosso pedido é porque nossa profissão é estressante. Hoje, vários rodoviários têm problemas de coluna, stress, problema de audição, devido à jornada excessiva. A nossa carga horária é de 6 horas e 40 minutos, mas nunca a gente faz esse tempo. Com a compensação de horas, a gente chega a trabalhar entre nove a dez horas por dia. No outro dia, a gente trabalha só duas horas...

Veja as fotos da manifestação dos rodoviários, realizada no centro de Belo Horizonte, no dia 04/02/2010. As fotos são do Secretário de Comunicação e Imprensa da CTB Minas, Gelson Alves.



O presidente da CTB Minas, Gilson Reis, falando aos trabalhadores e trabalhadoras.


Os manifestantes ocuparam a Av. Paraná, após a assembleia, realizada na sede da Federação dos Trabalhadores Cristãos em MG.


Na Av. Olegário Marciel ...

|Os trabalhadores pediram reposição das perdas salariais, que já chega a 37%, segundo o Sindicato dos Rodoviários de Belo Horizonte e Região Metropolitana.  





Nenhum comentário:

Postar um comentário