21 de jun de 2012

Sindicato dos Educadores de Uberaba pleiteia na Justiça reajuste salarial de 22% para os professores


O Sindicato dos Educadores do Município de Uberaba (Sindemu) protocolou, no dia 18 de junho, uma ação judicial reivindicando ao governo municipal um reajuste de 22,22% nos salários dos professores.
De acordo com o presidente do Sindicato, Adislau Leite, a administração municipal insiste no pagamento proporcional, divergindo da legislação que estabeleceu o Piso Nacional do Magistério. Pela lei federal, o reajuste nos vencimentos dos professores deve seguir o valor custo/aluno reajustado em 22,22%, a partir do dia 1º de janeiro, pelo MEC. “Mas o município não admite que tem a obrigatoriedade em reajustar nossas tabelas conforme o índice divulgado pelo MEC”, disse Adislau.
O presidente o Sindicato garante que a categoria tem direito a este reajuste diferenciado, porém, a administração municipal coloca os professores no mesmo bojo dos servidores municipais, oferecendo um aumento escalonado de 6,5%. “Temos direito ao reajuste, até porque existe uma lei federal que reforça nosso entendimento”, afirma.
Na ação judicial, o Sindemu incluiu todos os ofícios encaminhados ao governo municipal solicitando o reajuste e, ainda, todas as negativas do município. O dirigente tem a expectativa de que o entendimento judicial seja favorável à categoria. “É uma legislação clara, de fácil entendimento”, avalia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário