21 de jun de 2012

Superávit anunciado pelo governo leva sindicato a pedir reajuste para os servidores da Prefeitura de Uberaba


O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Uberaba (SSPMU), protocolou dois ofícios no gabinete do prefeito Anderson Adauto, na quarta-feira, 20. Em um deles, os sindicalistas pedem o agendamento de uma audiência para tratarem das perdas salariais relativas a 2012.
“Vimos a prestação de contas feita pela Secretaria da Fazenda e entendemos que o prefeito, finalmente, vai poder atender às reivindicações da pauta deste ano”, disse o presidente do SSPMU, Luís Carlos dos Santos, referindo-se ao superávit de R$ 43 milhões, divulgado pelo secretário Edvar Newton Pereira.
“Com um superávit desta amplitude, com certeza o prefeito haverá de concluir seu mandato com chave de ouro, se sensibilizando com a situação dos servidores e concedendo um reajuste digno”, reforçou Luís Carlos.
Triste lembrança
O presidente do SSPMU lembrou que, sob a alegação de que as contas da prefeitura não permitiriam o atendimento da pauta de 2012, o prefeito concedeu apenas 6% de recomposição, dividido em três parcelas de 2%, além de R$ 60,00 de aumento no tíquete-alimentação, também parcelado a partir de julho.
“Mas agora, com o superávit, não existe mais motivo pra ele negar aos servidores municipais um reajuste e um tíquete dignos”, argumentou.
Luís Carlos fez também fez um apelo a todos os candidatos a prefeito e a vereador nas eleições de 2012, inclusive os da base aliada do prefeito Anderson Adauto, para que eles ajudem os servidores reforçando o pedido de melhoria salarial.
Leis orçamentárias
Em outro ofício, a diretoria do SSPMU pediu ao prefeito que ele valorize os servidores municipais nas leis orçamentárias do ano que vem, que já começaram a ser encaminhadas à Câmara de Vereadores para análise e votação.
“Solicitamos que, para o exercício de 2013, sejam consignadas previsões e dotações orçamentárias relativas à revisão geral remuneratória do funcionalismo municipal, com recursos financeiros suficientes para garantir a recomposição das perdas da categoria, que já somam 21,89%, além de assegurar um aumento real de 10%, o que corresponde a uma revisão de 31,89%”, solicitou a diretoria do SSPMU.
O mesmo pedido foi enviado ao secretário da Fazenda, Edvar Pereira, ao presidente da Câmara, Luiz Dutra, e aos presidentes das comissões permanentes do Legislativo, Samuel Pereira (Orçamento e Finanças) e Marcelo Machado Borges (Assistência aos Servidores Municipais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário