4 de jun de 2013

Belo Horizonte sediará o 2º Encontro Nacional da Juventude Trabalhadora da CTB

A CTB, por meio de sua Secretaria da Juventude Trabalhadora, irá realizar, entre os dias 28 e 30 de junho, seu 2º Encontro Nacional da Juventude. A atividade será realizada na sede da Federação de Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), em Belo Horizonte.
Sob o lema “Unir a juventude que trabalha e estuda à luta sindical”, o encontro pretende discutir os principais temas ligados à atual conjuntura política, econômica, sindical e social do Brasil a partir do viés da juventude trabalhadora, tanto do campo como das grandes cidades do País.
Temas como os direitos da juventude trabalhadora; sua maior organização nos ramos; o Estatuto da Juventude; a luta pelo aumento do investimento em Educação, como percentual do PIB; a formação e a qualificação profissional; a sucessão rural e o protagonismo dos jovens trabalhadores serão debatidos no 2º Encontro.
Preparativos
É crescente a demanda política, sindical e institucional da ação da juventude da CTB. Às vésperas da realização do 3º Congresso Nacional da Central, é fundamental que o 2º Encontro da Juventude faça um balanço de sua atuação no período mais recente e discuta as perspectivas e desafios que surgirão nos próximos anos.
Para o secretário nacional da Juventude Trabalhadora da CTB, Paulo Vinicius, é hora de colher os frutos de tantas atividades que realizadas nos últimos três anos. “O que ficou, como melhor estruturar o trabalho da CTB na Juventude? Para mim, que deixo a frente, a juventude só terá importância e ajudará a Central se passar a se identificar como jovem e se organizar para a luta sindical. É nossa hora de pensar juntos no 2º Encontro, valorizar esse espaço, um momento bonito e importante que deixará importantes caminhos para a ação da juventude”.
Delegações
Cerca de 150 participantes são esperados no Encontro. Por isso, foi estabelecida uma data limite e uma inscrição prévia que, posteriormente, será divulgada.
Para Paulo Vinícius, a juventude tem de se mexer, viabilizar sua passagem, pedir apoio dos sindicatos para termos o maior número de Estados, de modo que esses jovens levem o aprendizado para fortalecer as CTBs estaduais, as lutas do sindicalismo, da juventude e do Brasil.

Fonte: Portal CTB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário