28 de mar de 2016

Saiba como ajudar a barrar o golpe no Estado Democrático de Direito pelo Mapa da Democracia

 
 
Um grupo de ativistas lança o site Mapa da Democracia com intuito de colaborar com as organizações que defendem a Nação brasileira, a democracia e a liberdade.
 
O site www.mapadademocracia.org.br nasceu para facilitar a participação de todos e todas no combate ao processo de impeachment promovido pelos setores derrotados na eleição de 2014, liderados pelos barões da mídia , a serviço de interesses alheios aos interesses nacionais, com apoio de parte do empresariado nacional e da elite antidemocrática.
 
Os organizadores do site convidam todas as forças democráticas a participar enviando recado aos deputados federais e posicionando-se em defesa da democracia e da soberania nacional. Para isso disponibilizam contato com todos os parlamentares, independente de sua posição no processo.
 
"Somos mais de 54 milhões de brasileiros que foram às urnas em 2014 para exercer o direito de votar e queremos o seu apoio para defender a democracia. Somos milhões que não aceitamos ver em curso um golpe institucionalizado e a nossa Constituição Federal rasgada", dizem na apresentação do site.
"O processo que está em andamento na Câmara é como se julgasse a presidenta por ter atrasado a fatura do cartão de crédito (ou seja, recursos para executar os programas sociais) e os bancos públicos (Caixa Econômica e Banco do Brasil) tivesse emprestado os recursos para não fechar a conta no vermelho. É isso que está no processo e não representa crime nenhum, senão 16 dos 27 governadores do país que também teriam cometido pedalas fiscais também estariam na mesma situação. Deixando claro que o processo de impeachment é de natureza política e não legal", completa o site.
 
Pelo Mapa da Democracia você pode acompanhar os trabalhos da Comissão de Impeachment instaurada na Câmara dos Deputados, presidida ainda por Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que tem contra si inúmeras acusações de atos ilícitos e de manobras para manter-se no cargo e obstruir a Justiça.
 
“Impeachment só pode ser aplicado em caso de comprovação de crime de responsabilidade e Dilma não é sequer acusada de um. A Câmara, presidida pelo réu Eduardo Cunha, conduz um processo de impeachment ilegal. É golpe!”, dizem.
 
É lembrado também que na quarta-feira (23) foi lançado no Congresso Nacional o Comitê em Defesa da Democracia, reunindo as forças democráticas do país com participação de partidos políticos, movimentos sociais, centrais sindicais e do movimento popular. "Diante do cenário de crise e das últimas arbitrariedades que violam os do Estado Democrático de Direito, colocando em risco a própria democracia no país", acentuam. 
 
Mas dizem os organizadores, "a democracia resistirá, para avançar. O que parece ser o fim é só um novo começo. A mudança é de cultura política e implica a participação de todos nós", por isso, "seja a mudança que deseja ver na política. Vem pro Mapa da Democracia".
 
“124 deputados já se manifestaram contra o impeachment. Agora precisamos convencer os 129 que estão indecisos. Pressione pela democracia!”, pedem os organizadores do Mapa da Democracia.
Em defesa da democracia, da soberania nacional e de mais direitos para a classe trabalhadora, participe dessa luta você também.
 
Portal CTB 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário